Fale conosco pelo WhatsApp Fale conosco pelo WhatsApp

Abdominoplastia e lipoescultura: acabe com a gordura localizada

Paciente passando por avaliação antes do procedimento
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)

A associação de procedimentos viabiliza o sonho do corpo ideal de uma forma prática e rápida

O paciente pode se valer da abdominoplastia e lipoescultura na mesma intervenção para alcançar seus objetivos de uma silhueta bem delineada, já que a associação dos dois métodos alcança resultados mais eficazes.

Após grandes perdas de peso ou gestações, pacientes podem restabelecer sua parede abdominal e adquirir um contorno mais definido do que numa simples cirurgia de abdome, se vincularem abdominoplastia e lipoescultura.

Quais os benefícios de uma cirurgia combinada?

Trabalhar as duas técnicas em conjunto permite que a cicatriz seja menos significativa, mesmo removendo mais pele. Outra vantagem está em ganhar mais tempo na recuperação, em comparação à realização das cirurgias separadas.

Ainda que o paciente mantenha uma rotina saudável de alimentação e exercícios e tenha um corpo tonificado, algumas áreas podem apresentar gordura localizada ou perda de volume, decorrente do emagrecimento.

Para criar a harmonização da silhueta, utiliza-se a plástica da barriga para extrair a flacidez e a lipoescultura para drenar a gordura de regiões indesejadas, injetando-a em outras para formar um contorno mais assimétrico.

A lipoescultura diferencia-se da lipoaspiração por aproveitar a gordura retirada em outras partes do corpo como insumo para remodelar a silhueta. É o que ocorre quando se retira da barriga para reintroduzir no quadril, por exemplo.

A Medicina propõe a combinação de procedimentos estéticos para trabalhar regiões próximas do corpo, com objetivos semelhantes e resultados que se complementem, pensando em aumentar as vantagens para o paciente.

Os principais benefícios que podem ser destacados são:

  • Ganho de tempo e dinheiro: poupa-se ao centrar numa única vez o afastamento do trabalho, o valor pago ao anestesista, taxa do centro cirúrgico e outros encargos necessários;
  • Os cuidados e incômodos do pós-operatórios também são enfrentados no mesmo momento, basta passar por uma recuperação;
  • Diminuem-se os riscos de intercorrências de anestesias ou problemas de cicatrização, já que não serão necessários procedimentos similares posteriores.

Indicações

Pensando na segurança e bem-estar do paciente, o cirurgião plástico vai avaliar as condições físicas, antes de propor as abdominoplastia e lipoescultura simultaneamente.

Alguns requisitos são exigidos para que o tratamento seja liberado:

  • Peso ideal do paciente, não podendo exceder a 30% dele, pois a cirurgia remove excessos, não funcionando como método de emagrecimento;
  • Tabagismo: fumantes dependem de uma avaliação criteriosa antes de receberem a liberação;
  • Estabilidade emocional também é levada em conta;
  • Rotina saudável, as intervenções colaboram os resultados alcançados.

Cicatrizações anteriores podem ser um impasse para a realização da abdominoplastia e lipoescultura, cabendo ao especialista checar a possibilidade de fazer um novo corte.

Uma vez que não cumpra essas exigências, o indivíduo não deve passar pelos procedimentos, pois o foco é sempre preservar a saúde do paciente, segurança da cirurgia, garantindo com ações a diminuição dos riscos.

Pós-operatório da abdominoplastia e lipoescultura

É importante ressaltar que os cuidados após a abdominoplastia e lipoescultura interferem diretamente nas consequências, que incluem desde a tranquilidade da cicatrização até os resultados.

Normalmente, o paciente leva até um mês para voltar à vida normal e o inchaço ainda pode perdurar por três meses. O médico vai liberar as atividades gradativamente, conforme o desenvolvimento do paciente.

As primeiras semanas são cruciais, portanto, é recomendado não fazer esforço, além de lidar com paciência com os incômodos da cicatrização. Analgésicos são prescritos para melhorar essa condição.

Durante toda a cicatrização, o paciente deve usar cinta para ajudar a manter a remodelação, ajudando na aderência da pele e musculatura. Uma vez que nas semanas seguintes ao procedimento o corpo apresenta inchaço, indica-se a drenagem linfática para ajudar a eliminar a retenção de líquidos.

A partir do primeiro mês depois, conforme o corpo desincha, podem-se ver os resultados da abdominoplastia e lipoescultura, que ficarão mais evidentes nos meses seguintes.

Saiba mais sobre o procedimento de abdominoplastia.

Agende uma consulta com o Dr. Alexandre Senra para tirar todas as dúvidas de como melhorar a aparência do corpo com intervenções estéticas.

Fonte:

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP)

Revista Brasileira de Cirurgia Plástica

Autor: Dr. Alexandre Senra (CRM/SP 95678)

O cirurgião plástico Dr. Alexandre Senra se formou em Medicina no ano de 1991 na Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, em Belo Horizonte, tendo feito sua especialização obrigatória para ser cirurgião plástico. Possui Título de Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), referendado pela Associação Médica Brasileira (AMB) e Conselho Federal de Medicina (CFM).

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

Segunda a sexta-feira
das 08h00 às 20h00

ATENDIMENTO EM HOSPITAIS

Confira os hospitais onde
são realizados os atendimentos

Como posso ajudar a
melhorar a sua autoestima?