Fale conosco pelo WhatsApp Fale conosco pelo WhatsAppEnvie uma mensagem

6 plásticas para fazer em tempo recorde


Parece mágica, mas é possível. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a fatia de procedimentos realizados em homens passou de 5% para 30% nos últimos cinco anos. Outro levantamento, feito pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética, demonstrou que mais de 1,49 milhão de cirurgias plásticas foram realizadas no Brasil em 2013, a maioria no nariz e abdome, tornando o país líder mundial em procedimentos. A explicação para tamanho frenesi está na modernização das técnicas, que se tornaram menos agressivas, mais discretas e de recuperação mais rápida. A popularização acontece no boca a boca, entre os amigos. “O homem está assumindo a vaidade, mas não quer que saibam que ele fez plástica”, conta o cirurgião Alexandre Senra. Se algo incomoda você, esta é a hora de entrar na faca sem medo de cicatriz, hematoma ou falatório no trabalho.

Peito

Técnica: ginecomastia, ou cirurgia da mama.

Antes: a glândula mamária era extirpada através de uma grande incisão feita com bisturi na região da aréola, por onde era retirado o tecido em excesso. A cicatriz ficava visível e a dor do pós-operatório era maior.

Agora: com a lipoaspiração a laser, a aréola é preservada. É feita uma incisão mínima próxima à axila e a remoção do tecido em excesso acontece com laser. O tempo de cirurgia e o rompimento de vasos sanguíneos são reduzidos.

Recuperação: retorno às atividades normais no dia seguinte.

Resultado: contorno da região peitoral mais harmônico sem cicatrizes visíveis.

Custo: R$ 5 mil a R$ 8 mil.

Rugas

Técnica: Preenchimento, ou bioplastia.

Antes: Utilizava-se materiais acrílicos, como silicone, que são permanentes e podem provocar infecções e alergias.

Agora: É feita a aplicação de substâncias que são absorvidas pela pele depois de algum tempo, como o Ácido Hialurônico. Com uma agulha fina, é possível modelar partes do rosto e preencher rugas e linhas de expressão.

Recuperação: É possível realizar pela manhã e ir a uma festa à noite.

Resultado: hidratação cutânea, preenchimento de rugas finas e profundas, recomposição do volume facial e rejuvenescimento do rosto.

Custo: R$ 3 mil a R$ 8 mil.

Nariz

Técnica: exorinoplastia.

Antes: A cirurgia era fechada, sem cicatrizes externas, porém o alcance dos instrumentos ao nariz era dificultado, o que tornava a modelagem mais trabalhosa e necessária a remoção de cartilagens e estruturas internas.

Agora: A cirurgia é aberta. é feita uma incisão muito pequena na columela (região que divide as narinas), facilitando a abordagem às estruturas cartilaginosas do nariz.

Recuperação: dois dias para atividades do dia a dia, dez para a academia e 30 dias para esportes de contato.

Resultado: O nariz fica mais estruturado, O desempenho funcional da respiração melhora e a aparência fica harmônica em relação ao formato do rosto.

Custo: R$ 3 mil a R$ 7,5 mil.

Abdome

Técnica: Lipoaspiração.

Antes: As cânulas usadas na lipoaspiração convencional medem até 5 milímetros, deixando cicatrizes e hematomas na pele que é descolada.

Agora: Na lipo feita com raio laser, a gordura é dissolvida através da cânula flexível de 1 milímetro. o sangramento provocado pelo rompimento dos vasos é reduzido em 80%.

Recuperação: dois dias.

Resultado: retração da pele e perda de vários centímetros de circunferência abdominal.

Custo: R$ 4 mil a R$ 10 mil.

Face

Técnica: Lifting Cervical ou Lipo da face.

Antes: a cirurgia deixava muitas cicatrizes perto das orelhas, onde a pele em excesso era depositada.

Agora: É utilizado laser em uma incisão de apenas 2 milímetros. Ele provoca retração na pele. No mesmo procedimento pode ser retirada a gordura da papada.

Recuperação: Dois a três dias para voltar ao trabalho.

Resultado: os contornos do pescoço são recuperados, sem deixar aspecto de esticado. Não há cicatrizes extensas.

Custo: R$ 4 mil a R$ 10 mil.

Pálpebra

Técnica: blefaroplastia.

Antes: as bolsas das pálpebras eram removidas, tornando a recuperação mais demorada e gerando hematomas maiores.

Agora: a pele da área é delicadamente reposicionada. Como a técnica é mais refinada, gera trauma mínimo e menos hematomas.

Recuperação: o paciente pode ir embora ao final da cirurgia. Após cinco dias é possível realizar atividades moderadas e leva uma semana para voltar à academia. É preciso evitar sol por um mês.

Resultado: os olhos se apoiam em cinco almofadas de gordura. A retirada delas, embora corrija o aspecto das bolsas, gera uma alteração de volume pouco natural. Ao devolvê-las a seu local de origem em vez de removê-las, os olhos ganham rejuvenescimento e naturalidade.

Custo: R$ 4 mil.

Fonte: http://gq.globo.com/Corpo/Saude/noticia/2014/09/6-plasticas-para-fazer-em-tempo-recorde.html

Autor: Dr. Alexandre Senra (CRM/SP 95678)

O cirurgião plástico Dr. Alexandre Senra se formou em Medicina no ano de 1991 na Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, em Belo Horizonte, tendo feito sua especialização obrigatória para ser cirurgião plástico. Possui Título de Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), referendado pela Associação Médica Brasileira (AMB) e Conselho Federal de Medicina (CFM).

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

Segunda a sexta-feira
das 08h00 às 20h00

ATENDIMENTO EM HOSPITAIS

Confira os hospitais onde
são realizados os atendimentos

Como posso ajudar a
melhorar a sua autoestima?