Nariz (Rinoplastia)

Rinoplastia é uma das cirurgias estéticas mais realizadas até os dias de hoje e sua alta freqüência está ligada ao fato de se estar tratando um problema estético bastante comum.

Além disso, é possível, em alguns casos, através do auxílio do colega otorrinolaringologista, tratar também problemas funcionais. Pelo fato de estar no centro do rosto, o resultado é bastante visível e satisfatório, pois ajuda a suavizar a expressão facial.

Plástica de Nariz

O nariz é o ponto central da face . A rinoplastia busca o equilíbrio estético da face, sem deixar de lado o aspecto funcional do nariz. Tecnicamente busca-se uma proporcionalidade entre as subunidades do nariz e seu equilíbrio com a face. Antes de tudo, o cirurgião plástico deve expor ao paciente todas as possibilidades e orientá-lo sobre o tipo de nariz que ficaria melhor em seu rosto, sempre alertando para o fato de que o objetivo é uma melhora, não a perfeição.

Nos utilizamos de simulação através do  computadores para se projetar sobre o rosto do paciente o nariz mais adequado, dando-lhe uma idéia prévia de como poderia ficar seu perfil após a cirurgia. Uma das vantagens da rinoplastia é o fato de não deixar cicatrizes evidentes. Indicada a partir dos 14 ou 15 anos, pois antes disso o nariz ainda está em fase de crescimento.

Rinoescultura

A rinoescultura é uma nova filosofia na abordagem da rinoplastia, pois não segue a metodologia clássica. É uma técnica baseada no uso de procedimentos múltiplos, associados a enxertos, raspagens, ressecções, entre outros. A combinação destes procedimentos varia conforme as necessidades de cada paciente, e é determinada após um cuidadoso estudo fotográfico e computadorizado de cada caso. O planejamento é sempre feito de comum acordo entre médico e paciente.

A rinoescultura é uma técnica complexa, porém permite resultados mais naturais do que a rinoplastia convencional, pois personaliza o nariz do paciente. O objetivo é fugir do chamado 'nariz de plástica', tão artificial quanto facilmente identificável.

Para pacientes com mais de 40 anos, por exemplo, não é recomendável uma mudança radical da forma do nariz, pois além de muito evidente, pode abalar a própria identidade do indivíduo. Nesses casos, a rinoescultura garante um aspecto natural, apenas minimizando as imperfeições e mantendo a auto-imagem do paciente. Além disso, na maioria dos casos em que a filosofia da rinoescultura é empregada, não há necessidade de fratura dos ossos nasais, procedimento comum na rinoplastia.

Com isso, a agressão ao organismo é menor, e a recuperação é mais rápida e confortável.

Pré-operatório

É importante que o paciente não tome aspirina ou qualquer outro medicamento que contenha ácido acetil salicílico nos dez dias que antecedem à cirurgia. Ele deve também avisar o médico sobre qualquer remédio que esteja tomando e se é fumante ou não.

Na véspera da cirurgia, deve-se fazer uma cuidadosa higiene dos cabelos, rosto e da parte interna do nariz; dieta leve e não deve ingerir bebida alcoólica.

Procedimento Cirúrgico

Cada tipo de nariz exige uma técnica diferente. As cirurgias mais comuns visam reduzir o tamanho do nariz, remodelar a sua ponta, remover a corcova nasal ou corrigir ângulos antiestéticos entre o nariz e o lábio superior.

O primeiro passo da cirurgia é a correção das deficiências funcionais do nariz, como desvio de septo e cornetos, popularmente chamados de carne esponjosa.

Depois se iniciam as correções estéticas. A rinoplastia mais completa consiste na remoção da saliência óssea do dorso nasal, afinamento e levantamento da ponta e estreitamento lateral.

Há casos mais simples em que são feitas apenas a raspagem do dorso e o afinamento da ponta. Em outros, somente a ponta é levantada. Na maior parte das cirurgias nasais, o trabalho é feito através de incisões por dentro das narinas. Duram em média de quarenta minutos a uma hora e meia. A Rinoescultura é um procedimento mais detalhista e individualizado, cuja duração varia em função da complexidade do caso.

A anestesia pode ser local ou geral. Essa decisão é tomada em conjunto pelo médico e pelo paciente.

O tempo de internação varia de acordo com o tipo de anestesia utilizado.

Pós-operatório

Uma proteção de fita adesiva e plástico ( ou tala metálica) será colocada para ajudar a manter a forma do osso e da cartilagem na posição desejada. Um tampão intranasal é mantido por 12 a 24 horas e se houver abordagem do septo este será mantido por 48 a 72 horas.

Dorme-se com a cabeça ligeiramente elevada evitando se deitar sobre o nariz. Compressas geladas locais diminuem o inchaço.

O pós-operatório é geralmente indolor e o risco de infecção é mínimo. Esforços físicos e exposição solar devem ser evitados nas primeiras semanas. Após 72 horas pode-se usar maquiagem para disfarçar manchas roxas que podem durar até 15 dias.

É comum o nariz permanecer inchado por algum tempo, mas esse edema vai diminuindo até que, por volta do sexto mês, possa-se constatar o resultado definitivo.

Inscreva-se em nossa newsletter e receba nossas novidades e notícias.

  
    • Localização

      Av. Juscelino Kubitschek, 1726
      21 º andar - Itaim - São Paulo - SP
      CEP: 04543-000

      Fone (+55) 11 3032.7007

      Siga-nos

      Facebook Twitter YouTube Contato